sábado, 2 de março de 2013

"mulher mitológica..." In Pequenos Rastos: Ombuto, 2012


Mulher mitológica

Gigante fortaleza da emoção,
encontrado prazer no meu castigo...
Encaixe perfeito de um sonho anão,
mulher amazona que agora sigo...

Explicação que os anos consomem,
na selva do império tão ciumento...
Sobram mitos que sempre se escondem,
na origem passada do sentimento...

A tatuagem da atitude expressa,
faz da saudade a ponta mais ínfima...
E a mulher guerreira nunca professa,
que faz do amor a ponta mais íntima...

Culta Rainha diz-me de onde vim,
e que o teu coração nunca me aborte...
Rasgos de luz despertarão por fim,
contigo no trono serei mais forte..

("mulher mitológica..." In Pequenos Rastos: Ombuto, 2012).

Nenhum comentário:

Postar um comentário